Resenha: Putrefação de Andrei Simões

1477081437264

Sinopse

Do Dicionário Aurélio: “Putrefação [Do lat. putrefactione]
1. Decomposição das matérias orgânicas pela ação das enzimas microbianas. 2. Estado de putrefação: apodrecimento, corrupção.”

Mas esta palavra pode alcançar significados que vão muito além dos literalismos.
Um homem consciente e preso ao seu corpo, apodrecendo a sete palmos enquanto tenta lembrar de uma vida que ele, de fato, nunca teve. Nesta condição grotesca, uma história de amor das mais belas é contada. Esta é a premissa deste livro, escrito dentro dos moldes clássicos do realismo fantástico.

A narrativa crua, minimalista, densa e às vezes cruel, transcende uma possível história de amor e terror aglutinados. Putrefação é uma obra de horror existencialista tão profunda quanto os mais gigantescos abismos filosóficos.

Um livro moderno e intenso, uma metáfora sobre a condição humana contemporânea, um retrato sobre a omissão e a ausência de fé em nossas próprias existências.

Em uma época de alienação literária, musical e religiosa, Putrefação surge como um livro que incita o leitor a alcançar regiões profundas de sua mente, que provoca e resgata o poder ativo e reflexivo da arte literária.

No final das contas, uma história sobre paixão e outras doenças do homem.

Atreva-se. Ouse abrir este livro e se entregue ao desafio.

Resenha

Comprei o livro na Feira Literária do Pará (FLiPA) edição de 2016. Quando peguei o livro e dei uma folheada, meus olhos se prenderam e cada página. Queria ler o livro ali mesmo, mas resolvi guardar para uma leitura no conforto do lar.

20161028_090333.jpg
“Eu morri. As pessoas morrem. Mas desta vez, fui eu.”

Para quem pensa que leu Machado de Assis com o seu Brás Cubas e entende tudo de narração sobre a morte, está enganado! Em Putrefação o personagem morto, descreve em detalhes muito bem aproveitados, várias etapas e sensações que experimenta ao morrer. Tudo de forma angustiante, como se você estivesse dentro do caixão com ele.

20161028_090304.jpg
“Estava na hora de me enterrar.”

O livro é um convite a reflexão sobre a vida, ou talvez sobre a morte. O importante é que não é um livro para pessoas fracas, pois ele irá causar um grande impacto em você.

20161028_090859.jpg
“Minha nova casa, o caixão.”

O autor Paraense Andrei Simões possui além de Putrefação (Novo Século, 2005), os livros: Zon, O Rei do Nada (Empíreo, 2013) e  Luz, O Deus do Horror (Twee Editora, 2016)

20161028_103455.

Recomendo a leitura a todos!

Links para comprar os livros do autor:

Putrefação – Andrei Simões

Zon – Andrei Simões

Anúncios

1 comentário Adicione o seu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s