Mary Poppins: Edição comentada e ilustrada

arte_MaryPoppins

Gravada no imaginário de várias gerações, Mary Poppins entra em cena voando. A chegada fabulosa da peculiar babá abre as portas para outras surpresas vividas pela personagem durona, misteriosa e irresistível. A edição comentada e ilustrada de Mary Poppins chega às livrarias em 3/8. Com tradução, apresentação e notas do escritor Joca Reiners Terron, o livro traz todas as ilustrações originais de Mary Shepard, e um anexo de P.L. Travers sobre seu processo criativo.

10.jpg

Adaptado para o cinema pela Disney em 1964, Mary Poppins ocupou por 20 anos o posto de maior bilheteria da história dos estúdios. O filme, que tinha Julie Andrews no papel principal, recebeu 13 indicações ao Oscar, ganhando a estatueta em cinco categorias: Melhor Atriz (Julie Andrews), Melhores Efeitos Especiais, Melhor Edição, Melhor Trilha Sonora Original e Melhor Canção Original. Além disso, o filme ocupa o 7º  lugar na lista ‘25 maiores maiores musicais do cinema’, publicada pelo American Film Institute.

OS BASTIDORES DO FILME

Apesar do sucesso de público e de crítica, Walt Disney levou quase 20 anos para conseguir a permissão de P. L. Travers para a adaptação. Obsessiva pelo controle de sua história e  personagens, Travers passou o restante de sua vida insatisfeita com o resultado da adaptação para os cinemas.

prmre
Julie Andrews, Walt Disney e P. L. Travers na estreia de Mary Poppins

Os bastidores dessa relação conflituosa podem ser vistos em Walt nos Bastidores de Mary Poppins, que tem a premiada Emma Thompson no papel de P. L. Travers. O filme de 2013 também conta a história da autora e sua ascensão.

A adaptação redentora da história da babá inglesa foi o musical que chegou aos teatros londrinos em 1994. Com a benção da autora, a produção recuperou o caráter ranzinza de Poppins que havia se perdido na adaptação para o cinema.

Com estreia prevista para o Natal de 2018, Mary Poppins Returns traz uma nova história protagonizada pela icônica babá, e é protagonizado por Emily Blunt. Grandes nomes como Colin Firth, Meryl Streep e Julie Walters participam do filme.

Leia um treho do livro:

“1. Vento leste
Se você quiser encontrar a Cherry Tree Lane,1 tudo o que precisa
fazer é perguntar ao guarda que fica no cruzamento. Ele vai empurrar
de leve o capacete para o lado, coçar a cabeça de modo pensativo;
então vai apontar seu enorme dedo enluvado de branco e dizer:
– Primeira à direita, segunda à esquerda, dobre à direita de novo
e vai chegar lá. Tenha um bom dia.
E com certeza, se seguir as orientações corretamente, você chegará
lá – na Cherry Tree Lane, no ponto onde as casas descem de um
lado da rua e o Parque sobe do outro e as cerejeiras ficam dançando
bem no meio.
Se você estiver procurando pelo Número Dezessete – e é mais que
provável que esteja, pois este livro é inteirinho a respeito dessa casa
em particular –, logo vai encontrá-lo. Para começar, é a menor casa
da rua. Além disso, é a única que está meio caída e precisando
de uma mão de tinta. O sr. Banks, porém, que é o dono, disse à sra.
Banks que ela poderia ter ou uma casa boa e confortável, ou quatro
crianças. Mas não ambos, pois ele não poderia sustentar.”

Fonte: Blog da Editora Zahar

Ficou com vontade de ler Mary Poppins de P.L. Travers? Clique na imagem e garanta seu exemplar:

 

Você pode se interessar também:

Ah. não se esqueçam de se inscrever no blog e até a próxima!

https://www.instagram.com/antoniopimenta86/

https://www.facebook.com/antoniopimentablog/

PicPay: antoniopimenta86

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s