Livro Gratuito!

Um emocionante conto sobre um cachorro que está na rua, mas sonha em ter um amigo e um lar. O livro está gratuito no site da Amazon (por tempo limitado). Clique aqui: Quatro Patas e um Coração “O cãozinho nasceu na rua. Ainda filhote observava outros cães passeando nas calçadas. Cada um com um cordão…

O que ler fora do armário?

Apenas Um Garoto Rafe saiu do armário aos 13 anos e nunca sofreu bullying. Mas está cansado de ser rotulado como o garoto gay, o porta-voz de uma causa. Por isso ele decide entrar numa escola só para meninos em outro estado e manter sua orientação sexual em segredo: não com o objetivo de voltar…

Meus livros na Amazon

O Carregador de Tapetes: Novas Aventuras das 1001 Noites Jafar e o Encantador de Serpentes: Novas Aventuras das 1001 Noites Os Desejos do Sultão: Novas Aventuras das 1001 Noites Simbad e o Leão de Jade: Novas Aventuras das 1001 Noites Os Animais Selvagens: Novas Aventuras das 1001 Noites Jafar e o Curandeiro da Terra de…

O Vampiro de Belém (III)

Ainda não levou uma mordida? https://antoniopimentablog.wordpress.com/2018/03/29/o-vampiro-de-belem/ https://antoniopimentablog.wordpress.com/2018/04/08/o-vampiro-de-belem-ii/ Após uma semana difícil, resolvi colocar outro vampiro no holofote. Não que ele mereça. Conforme comentei anteriormente, usar os nomes reais de vampiros seria uma perda de tempo. Os nomes mudam com o tempo, mas identificamos através das características que os definem. Essas são mais difíceis de mudar. O…

Novas Aventuras das 1001 Noites

Antes das noites de Sherazade, nas areias quentes da Arábia, vivia um carregador de tapetes que trabalhava para o cruel Sultão. Todos os dias carregava tapetes, roupas e tudo mais que pudesse colocar nas costas, para ao fim do dia ter pão e mel. Certa vez o Sultão começou um romance com uma bela senhora, e…

Literatura Brasileira é Destaque

Agora você não terá desculpa para dizer que não conhece os escritores brasileiros! Farei um post periódico (exclusivo da página do Facebook) destacando algum escritor brasileiro que precisa ser conhecido, lido e divulgado. Comecei com Clarice Lispector, que foi a primeira escritora nacional a me despertar sentimentos e reflexões profundas em relação a um livro…

Cláudia Vidal e seus Escrevitos

Conheci a escritora Cláudia Vidal na Feira Literária do Pará em outubro, desde então venho degustado com muito entusiasmo sua produção literária e trabalho artístico. Agora chegou o momento de compartilhá-los com vocês. A primeira coisa que me chamou atenção sobre sua obra e seu trabalho como artífice das palavras foi o carinho e o…

Tinha uma pedra

No Meio do Caminho No meio do caminho tinha uma pedra tinha uma pedra no meio do caminho tinha uma pedra no meio do caminho tinha uma pedra. Nunca me esquecerei desse acontecimento na vida de minhas retinas tão fatigadas. Nunca me esquecerei que no meio do caminho tinha uma pedra tinha uma pedra no…

Panorama com Clarice Lispector

Entrevista concedida ao repórter Júlio Lerner, da TV Cultura em 1977: Achei a entrevista muito interessante, Clarice possui uma obra amada por muitos, odiada por outros (alguns desses ainda nem a leram ainda). Espero que fique o convite para conhecer mais sobre a sua obra e seu legado. Abaixo a lista de alguns de seus…

Machado de Assis: 178 anos

No dia 21 de Junho de 1839 nascia em um morro carioca Joaquim Maria Machado de Assis. Confesso que o que sei da vida desse escritor, aprendi por retalhos de leitura em diversos lugares, algumas boas aulas de literatura no colégio e por alguns debates em clubes do livro que participo. Ainda longe de ser…

Dois Irmãos [Graphic Novel]

“Um dos livros mais importantes da literatura brasileira contemporânea, Dois irmãos vem, desde seu lançamento há quinze anos, conquistando novas gerações de leitores. E foi com o mesmo entusiasmo desses leitores que Fábio Moon e Gabriel Bá embarcaram na missão de adaptar o romance de Milton Hatoum para uma graphic novel. Os irmãos quadrinistas vêm…

Vidas Secas de Graciliano Ramos

(Algumas das capas do livro) Vidas Secas, lançado originalmente em 1938, é o romance em que mestre Graciliano — tão meticuloso que chegava a comparecer à gráfica no momento em que o livro entrava no prelo, para checar se a revisão não haveria interferido em seu texto — alcança o máximo da expressão que vinha…